Atlético bate Bayern e sai na frente por vaga na final

27/04/2016 22:04

Saúl abriu o placar com um golaço

O Vicente Calderón viveu, nesta quarta-feira, mais um dia de ‘Libertadores’. Com grande festa da torcida, que fez um lindo mosaico e não parou de apoiar, o Atlético de Madri derrotou o Bayern de Munique por 1 a 0.
 
 
 
Saúl foi o autor do golaço que decidiu a partida, aos 10 minutos de jogo. Na segunda etapa, a equipe alemã, que teve a posse de bola por quase todo o confronto, pressionou, mas parou na organização defensiva dos espanhóis, na defesas do goleiro Oblak e também na trave, como em chute de Alaba.
 
Agora, o Atlético de Madri joga pelo empate na partida de volta, que ocorre na próxima terça-feira, na Allianz Arena, para avançar à decisão. Se o time de Diego Simeone marcar um gol, os comandados de Guardiola precisam de três para chegar à final. Novo 1 a 0, dessa vez para a equipe bávara, leva o duelo para a prorrogação.
 
BETTER CALL SAÚL
 
O Atlético começou mostrando quem manda, marcando o Bayern no campo de ataque e não deixando o Bayern sair com tranquilidade. Logo aos 10 minutos, Saúl fez um dos gols mais bonitos da Champions League. O meia passou pelo trio Bernat/Xabi Alonso/Thiago, encarou Alaba e tocou colocado, sem chances para Neuer, que viu a bola bater na trave antes de entrar.
 
Logo em seguida, Vidal se aproveitou de bobeira da zaga e quase empatou, mas o zagueiro Giménez salvou. O time alemão, então, passou a ter a bola, mas não conseguia furar o bom sistema defensivo dos mandantes. Coman, grande surpresa da escalação por ter deixado Muller no banco, e Douglas Costa tentavam algo pelos lados, mas não eram efetivos.
 
Aos 30 minutos, Griezmann foi lançado, ganhou na velocidade de Javi Martínez e bateu, mas Neuer pegou com o pé. Os 70% de posse de bola do Bayern não resultou em nada nos primeiros 45 minutos.
 
PRESSÃO BÁVARA
 
O Bayern voltou para a segunda etapa sem mudança de nomes, mas com alteração na atitude. Desde o começo, o time de Guardiola acuou o adversário. Aos 10 minutos, Alaba explodiu o travessão com uma bomba. Em seguida, foi a vez de Oblak defender a cabeçada de Javi Martínez.
 
A partir daí, Guardiola passou a colocar a artilharia que estava ao seu lado no banco de reservas. Primeiro veio Ribery, em seguida Thomas Muller. Aos 28 minutos, Vidal mandou uma bomba de fora da área e Oblak espalmou.
 
O Atlético, contudo, não estava morto, e aos 29 minutos Fernando Torres escapou, cortou Alaba e bateu na trave. Depois disso, foi só manter o bom posicionamento defensivo e esperar o apito final do árbitro Mark Clattenburg.
 
Jovem de 21 anos, titular do Atlético de Madri há pouco pouco e cria da base Colchonera. Saúl Niguez não se apequenou em frente aos gigantes, deixou Xabi Alonso, Thiago Alcántara e Bernat para trás e, com Alaba a sua frente, tocou com categoria sem chances para Neuer. Um golaço, que deixa o time de Diego Simeone com grandes chances de ir à final. Além disso, Saúl ainda criou outros lances e foi efetivo na marcação sem descanso realizada pela sua equipe.

Voltar

Contato

Jovem News
São Paulo
São Paulo, Brasil

+55 (82) 9809-5017

© 2017 Todos os direitos reservados.

Make a free website

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!