Greve da PC: Planejamento diz que impacto seria de 172,85% na folha do Estado

28/04/2016 12:59

Em greve, policiais civis impedem acesso ao Porto de Maceió

A Secretaria do Planejamento do Estado emitiu na manhã de hoje (28) uma nota oficial ratificando o que já havia informado o governador Renan Filho, o reajuste proposto pelo Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) é inviável para o Governo de Alagoas.
 
 
 
De acordo com a nota da Seplag, o reajuste de 60%, com base na proporcionalidade proposta pelos agentes e escrivães a partir dos salários dos delegados, representaria um impacto da ordem de 172,68% na atual folha de pagamento do Estado. Ainda segundo o governo, este reajuste é inviável diante do cenário de crise nacional.
 
Na manhã de hoje, diretores do Sindpol se reúnem com representantes do Governo. A reunião está sendo capitaneada pelo Secretário de Segurança Pública (SSP), coronel Lima Junior, e acontece na sede do órgão. A imprensa não foi autorizada a acompanhar a reunião.
O Governo ressalta que, mesmo diante da crise financeira que atinge o País e, consequentemente o Estado, tem honrado seus compromissos com a sociedade alagoana e o funcionalismo público estadual, mantendo o pagamento dos salários em dia, diferentemente do que vem ocorrendo em diversos outros estados da Federação.
 
A categoria, em greve, se concentra desde terça (26) na frente do Porto de Maceió, impedindo a entrada de caminhões. A Justiça alagoana determinou, no final da noite de ontem, a reintegração de posse do local, que até o momento não foi cumprida.

 

Voltar

Contato

Jovem News
São Paulo
São Paulo, Brasil

+55 (82) 9809-5017

© 2017 Todos os direitos reservados.

Make a free website

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!