'Qualquer gracinha sobre estupro não é uma piada', declarou a atriz ao site 'Page Six'

Blake Lively e o diretor Woody Allen no Festival de Cannes (Foto: Alberto Pizzoli / AFP)

Na semana da 69ª edição do Festival de Cannes, Blake Lively se mostrou bastante irritada como ator francês Laurent Lafitte. Tudo começou quando, na cerimônia de abertura do evento, o ator, que estava como mestre de cerimônia, surpreendeu Allen com uma alfinetada sobre suas acusações de abuso sexual. "É 'muito legal' que você esteja rodando vários filmes na Europa, enquanto você nem mesmo foi condenado por estupro nos Estados Unidos", disparou Lafitte.
"Mas não foi só com Woody", disse Blake Lively ao site americano "Page Six". Ele fez três comentários homofóbicos, uma piada sobre Hitler e uma piada sobre estupro. Tudo isso em 30 segundos”, declarou a atriz, surpresa com a atitude de Laurent Lafitte. "Acho que qualquer gracinha sobre estupro, homofobia ou Hitler não é uma piada".
Ao ser questionada sobre um artigo publicado no "The Hollywood Reporter" sobre as acusações de abuso sexual sofridas por Woody Allen, Blake Lively preferiu não comentar o assunto. "Hoje em dia você vai a um festival de cinema e a mídia te pergunta sobre diferentes assuntos. Não quero falar sobre algo que eu nem li sobre", disse ela.
'Café Society'
Blake Lively está no elenco do novo filme de Woody Allen, "Café Society", que conta também com Kristen Stewart no time de atores. Grávida de seu segundo filho com Ryan Reynolds - ela já é mãe da pequena James, de 1 ano - a loira exibiu a barriguinha de grávida em um macacão vermelho durante o Festival de Cannes na quarta-feira, 11.
 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!