Versátil, artilheiro e irregular: conheça Anderson Aquino, reforço do Botafogo

Treinadores e jornalistas que acompanharam o atacante nos últimos anos analisam o jogador, que deve desembarcar em General Severiano após o Campeonato Paulista

Artilheiro, versátil, experiente, mas irregular. Esses são alguns adjetivos atribuídos a Anderson Aquino por quem o acompanhou de perto nos últimos anos. O novo reforço do Botafogo, que se apresenta ao clube após o Campeonato Paulista, coleciona gols, deixou sua marca por onde passou, mas nunca foi unanimidade. É consenso que ele pode ajudar o Alvinegro na Série A, mas também é fato que ele não desembarca em General Severiano para ser a solução. 
 
Uma virtude de Anderson Aquino é a possibilidade de jogar em qualquer posição no ataque. Segundo atacante de origem, 1,74m, bom finalizador, rápido, o artilheiro se vira bem quando escalado como centroavante. O faro de gols ajuda. No ano passado, foram 13 pelo Santa Cruz, na qual dez deles na Série B. Mesmo tendo convivido com problemas de lesões e com o banco de reservas, Aquino foi o artilheiro da equipe na competição. 
 
- Ele funciona melhor como segundo atacante, mas boa parte da Série B, no ano passado, atuou como homem mais adiantado. O Aquino não é um atacante de referencia, pois tem muita movimentação. Mas fez muitos gols, foi o artilheiro do time e nos ajudou bastante. Com certeza, em termos de experiência, ele pode ajudar os meninos do Botafogo. Até porque ele tem mais condições de suportar a pressão de uma Série A. Ele também vem bem no Campeonato Paulista, e acho que foi isso que chamou a atenção do Botafogo – disse Marcelo Martelotte, treinador de Aquino, no ano passado, no Santa Cruz.
Em Recife, Aquino marcou o gol do título pernambucano do Santa Cruz no ano passado, mas caiu de rendimento no fim de 2015 e perdeu espaço na reta final da temporada com a chegada de reforços, mesmo sendo o artilheiro coral na temporada.
 
- Ele teve um ano oscilante no Santa Cruz. Oscilou bons momentos com sequências de jogos apagados. A pior fase foi na reta final da Série B, que coincidiu com a chegada de Grafite. Após a contratação do ídolo da torcida, Aquino foi deslocado para atuar ora como segundo atacante, ora como ponta. Não deu certo em nenhuma das duas funções - tanto que acabou virando terceira opção para a referência do ataque (atrás de Grafite e de Bruno Moraes). Ainda assim, terminou a temporada com números interessantes: artilheiro da equipe no ano, com 13 gols, e autor do gol do título Pernambucano - analisou Rômulo Alcoforado, repórter do GloboEsporte.com que acompanhou o Santa Cruz em 2015.
 
Anderson Aquino Santa Cruz (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Essa não é a primeira vez que Aquino desperta o interesse do Botafogo. Em 2013, o atacante chegou a fazer um treino no clube, mas foi reprovado nos exames médicos. Na época, ele pertencia ao Coritiba e vivia, talvez, seu melhor momento. Ele foi um dos destaques do Coxa na campanha do vice-campeonato na Copa do Brasil de 2012.
 
- O Aquino tinha contrato com o Coritiba até 2016 - rescindiu na Justiça no fim do ano passado -, mas não estava nos planos do clube há anos. Ele foi destaque na campanha da Copa do Brasil em 2012, quando o Coxa perdeu a final para o Palmeiras, mas depois disso amargava banco e entrava pouco com atuações bastante apagadas – recordou o jornalista Fernando Araújo, do GloboEsporte.com/PR, que acompanhou de perto a passagem de Aquino pelo Coritiba.
Anderson Aquino (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)Quem acompanhou Aquino em ação pelo Linense, no Campeonato Paulista, garante que o atacante vive um bom momento. Foram quatro gols no Estadual.
- Anderson Aquino provocou bastante expectativa no Linense por ter vindo de uma boa campanha na Série B com o Santa Cruz, onde conquistou o acesso à elite nacional. O atleta começou revezando a posição com Cristiano, mas depois das primeiras rodadas se firmou como titular. Fez quatro gols em nove jogos, sendo três na goleada sobre o rebaixado Capivariano por 5 a 0. Além disso, marcou um nos 4 a 0 sobre o Água Santa. Acabou sendo ofuscado por seu companheiro de meio-campo William Pottker, artilheiro do Linense no Paulistão com sete gols - ponderou Marcus Vinícius, editor da TV Tem.
 
Em dezembro passado, Aquino ingressou na Justiça e conseguiu se desvincular do Coritiba. Ele cobra uma dívida de cerca de R$ 3 milhões do clube paranaense. Revelado pelo Atlético-PR, Anderson Aquino já passou por clubes como Goiás, Sport e Paraná, além de Santa Cruz e Coritiba. 
 
Anderson Aquino chega para disputar vaga com os jovens Ribamar e Luís Henrique, mas sua contratação não inviabiliza a procura por um camisa 9 de mais peso para a disputa do Campeonato Brasileiro.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!